26 de setembro de 2010

Querido diário,




      As coisas não estão nada fáceis. Eu choro antes de dormir e, quando nem meus pais estão prestando atenção em mim, eu choro. Choro baixinho; Acho que você sabe dos fatores, mas surgiu um novo. Bem, não é um novo fator, mas não deixa de ser tão trágico quanto todos os outros.
      Eu estava esquecendo... Cada detalhe e cada palavra do passado e, de repente, ressuscitaram tudo isso dentro de mim mais uma vez. E pra que? Suponho que pra nada ou, simplesmente, pra mostrar o quanto meu amor à vida tem se tornado escasso.
      Olho-me no espelho e vejo a força escondida em mim. Apenas escondida.
      Não sei mais o que fazer e tenho medo de desistir pra sempre. A mistura de sentimentos, nós no estômago e dores no peito têm tomado conta de mim já em quase todos os meus dias. Eu tenho medo. Muito medo. As dores e apertos no coração são horríveis. Meu coração está sendo dilacerado em alta velocidade e sem pausa alguma. Minha mente pede socorro, pois meus pensamentos são como uma tortura.
      Minha vida está uma confusão e rezo por milagres a quase todo o instante. Suspiro, choro e aperto bem os olhos.




2 comentários:

Miirna disse...

Incrivel, parece que saira de dentro de mim esse texto
é exatamente assim que estou:destruida, e ninnguem percebeu ainda...

Bibis :D disse...

"Meu coração está sendo dilacerado em alta velocidade e sem pausa alguma." é o meu tbm DDDDDDDDD:

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo